quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Os Calendários



Um sistema de contagem de dias e meses que visa atender eventos civis e religiosos de determinadas regiões e culturas.  Na História o tempo é uma ferramenta visível em instrumentos como calendários e a cronologia.

Neste texto vamos identificar os calendários com suas várias convenções e métodos diferentes.

A maioria dos povos elaboram suas divisões do tempo baseados nos movimentos da Terra em torno do Sol ou nas fases da Lua, mas o Egípcio Antigo por exemplo era contado apartir do reinado de cada Faraó e com a morte dele nascia uma nova Era.  Outro calendário muito confuso e que pouco foi usado, o Republicano francês da Revolução Jacobina que começava no equinócio do outono do hemisfério norte.

Nos usamos o calendário cristão que conta os acontecimentos antes e depois do nascimento de Cristo, e quanto as suas divisões é chamado de gregoriano, pois foi criado pelo Papa Gregório XIII para consertar os problemas que ainda existiam no calendário juliano.  Juliano de Júlio César que com a ajuda do astrônomo Sosígenes de Alexandria (séc I a.C.), este introduzindo um ano médio de 365,25 dias que tinhas alguns ajustes estranhos que foram aprimorados pelo atual que usamos.

O calendário cristão hoje é o mais usado em todo planeta, é solar, dividido em 11 meses de 30 ou 31 dias, e 1 mês que tem 28 dias, sendo que em ano bissexto tem 29 dias, sempre o segundo mês do ano. Os meses divididos em 4 semanas de 7 dias cada.


Henrique Rodrigues Soares
Postar um comentário